Blog

Alta nos preços é a menor desde 2013

O mercado imobiliário tem sofrido com as grandes variações desde 2013. Nos últimos 12 meses, o mercado fechou no mês de abril, segundo o Índice FipeZap que acompanha os valores de mais de 20 cidades brasileiras, com um aumento de apenas 0,21% em comparação ao ano passado.

A queda real é registrada quando o valor de um determinado bem tem uma alta menor que o aumento geral de preços, medido pelos índices inflacionários, por exemplo, o IPCA. Para realizar esse cálculo é necessário dividir a oscilação pela variação da inflação. Nenhuma das 20 cidades acompanhadas registrou um aumento em comparação aos níveis de inflação nos últimos 12 meses. Em cidades como Rio de Janeiro, Niterói, Distrito Federal, Recife e Belo Horizonte houve queda nominal nos preços.

casa_0001

No mês de Abril a variação permaneceu estável, apresentando apenas uma leve variação de 0,07%, sendo que 7 dentre as 20 cidades acompanhadas apresentaram uma variação negativa no fim do mês. Sem falar que apenas duas cidades apresentaram elevação nos preços: Curitiba e Vitória.

Todo esse alvoroço no mercado e na economia que faz parte do cenário nacional atual faz com que se torne cada vez mais difícil e caro comprar ou alugar um imóvel, a variação dos preços está grande e não se pode dizer com certeza se aquele valor vai se manter por muito tempo.

casa_0004

Mas isso pode trazer alguns benefícios, como a crise econômica tem afetado grande parte das empresas e corretores de imóveis, o desespero bate à porta e a necessidade de vender só aumenta. Comprar uma casa no Brasil é muito difícil e às vezes muito caro, mas graças a essa oscilação no mercado os corretores de imóveis estão mais abertos à negociações, está mais fácil fazer uma oferta que caiba dentro do seu orçamento e assim conseguir realizar a compra.

A crise, sem a menor sombra de dúvida, trás mais prejuízos do que benefícios mas mesmo os poucos benefícios que essa situação pode trazer é necessário que saibamos aproveitar o que de bom pode vir disso tudo. A queda nos preços dos imóveis é uma delas. Faça suas contas, estabeleça seu teto e assim compre a sua casa própria. Por incrível que pareça talvez esse seja o melhor momento para uma compra desse porte.